Adventistas do Sétimo Dia
Fugindo da Omissão e Entrando na Grande Comissão, IDE/PREGAI, Ide e Pregai, Ide Jesus, Missão Terra, Missão Terra Internacional, Uma Visão de Fé! Missões, Evangelismo, Treinamentos, Curso de Formação, IDE/PREGAI, Missionários, Pastores, Evangelistas, Cruzadas, Alcance Missionário, Campos Brancos, Rildo G. Lopes
   

 

 

 

Home    Quem Somos   Que Fazemos   História   Estudos   Cursos   Vídeos   Mundo Hoje   Religiões   Áudio
 

                       Uma Visão de Fé!

IDE/PREGAI - Curso de Evangelização e Missões. Por Correspondência. Curso de Formação Ministerial. Para Líderes e Missionários. Por Correspondência.
Janela 10/40  Prioridade Mundial de Evangelização.

Ajude a Obra Missionária

 

ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA

***O Sabbath Judeu nunca foi “MUDADO” no Domingo Cristão (por Constantino e pelo Romanismo)

Fontes: Centro Apologético de Pesquisas; Instituto Cristão de Pesquisas; Missão Terra Internacional.

 

     introdução:

      «Os Adventistas do sétimo dia, afirmam serem a única Igreja verdadeira. Fazem uma tremenda confusão atacando com suas crenças outros grupos Cristãos desinformados, por isso são considerados uma Seita e não uma Igreja Legitima pelos evangélicos no mundo."

     História: Willian Miller: Nasceu em 1782 em Pittsfield, estado de Massachussetts (EUA), era de Família Batista. Em 1818, ele começou a anunciar a volta de Cristo em cerca de 20 anos decorridos daquele tempo. Em 1831, Miller proclamou que esse evento ocorreria em 23 de março de 1843. Tentou justificar a sua "profecia" em Daniel 8:13-14, interpretando as 2.300 tardes e manhãs sendo correspondente a 2.300 anos a partir do retorno de ESDRAS à Jerusalém. (457 a. C).Todavia, nenhumas de suas duas previsões se cumpriram. Procurando justificar-se, Miller explicou que se enganara nos cálculos. Em seguida, marcou nova data: 22 de outubro de 1844. Essa data também falhou. Origem dos Adventistas do Sétimo Dia: Miller arrependeu-se e procurou a Igreja Batista. Já reconciliado, foi servir a Deus, vindo a Falecer em 1849. Porém, muitos grupos haviam surgido daquela raiz e começaram a aparecer em seguida. Hiram Edson, Joseph Bates e James White com sua esposa Ellen Gould White. Esta última é vista como a grande líder e profetisa pelos Adventistas.

Joseph Bates: de New Hampshire, Washington, instituiu a observância ao Sábado, enquanto isso, Ellen Gould White, ia, na região de Portland, com suas "revelações e visões". Os três grupos, juntos deram origem, em 1860, ao movimento conhecido como Adventismo do Sétimo Dia ou Sabatistas.

O Sabatismo diz:A porta da salvação fechou-se em 1844, agora somente escaparão os adventistas (que aceitam e praticam integralmente todas as suas doutrinas.)”
As Escrituras dizem:
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.(João 14:6) “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)  “Quem crê Nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3:18)  “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.” (João 3:36) “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5:24) A Bíblia é bem clara com respeito a salvação, e nos mostra que ela se dá, não pelo fato de seguirmos uma religião e guardar dogmas humanos, mas sim, pelo fato de Crermos em Jesus Cristo.

O Sabatismo diz: “Temos que guardar a Lei, para alcançarmos a salvação”.
As Escrituras dizem:
“Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.” (Gálatas 2:16)  “Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu em vão.” (Gálatas 2:21) “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição;

porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé.” (Gálatas 3:10-11) “Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.” (Gálatas 4:10-11) “Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.”(Gálatas 5:2) “Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.”(Romanos 1:17)  “Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.” (Romanos 3:20) “Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.” (Romanos 3:28) “Pois, que diz a Escritura? CREU Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.”(Romanos 4:3) “Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei.”(Hebreus 7:12) “Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus.”(Hebreus 7:19) “Que não necessitasse, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez, oferecendo-se a si mesmo.” (Hebreus 7:27) Nós somos de uma nova aliança, temos uma aliança com Cristo, ou seja, estamos debaixo da graça de Deus. Não precisamos guardar a Lei para sermos salvos, e concluímos que o homem é justificado pela fé, sem as obras da lei conforme Romanos 3:28.

O sabatismo diz: Quem não guarda o Sábado, afirmam, não será salvo.

Sábado vem da palavra Sabbath que significa “REPOUSO, descanso, cessação”. Não “culto, Adoração.” No Sabbath nenhum trabalho poderia ser feito. Nem você, nem ninguém (nem mesmo seu comércio, empregado, animal, etc.) poderiam trabalhar (Êxodo: 20:8-11). Não se poderia sequer apanhar gravetos (Números: 15:32-36), apanhar comida do chão (Êxodo 16:27-28), nem sair de casa (Êxodo:16:29). Durante o Sabbath, o fogo e, assim, fogão, eletricidade, freezer, ar condicionado, aquecedor, qualquer objeto mesmo no Pólo Norte não poderiam estar acesos nem por um segundo: (Êxodo: 35:2-3). Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu empregado, nem a tua empregada, nem o teu animal, nem o teu hóspede, que está dentro das tuas portas”. (Êxodo: 20:8-10)

***Havia pena de morte para quem não guardasse o sábado:

Estando, pois, os filhos de Israel no deserto, acharam um homem apanhando lenha no dia de sábado. E os que o acharam apanhando lenha o trouxeram a Moisés e a Arão, e a toda a congregação. E o puseram em guarda; porquanto ainda não estava declarado o que se lhe devia fazer. Disse, pois, o SENHOR a Moisés: Certamente morrerá aquele homem; toda a congregação o apedrejará fora do arraial. Então toda a congregação o tirou para fora do arraial, e o apedrejaram, e morreu, como o SENHOR ordenara a Moisés”. (Números 15:32-36) “Vede, porquanto o SENHOR vos deu o sábado, portanto Ele no sexto dia vos dá pão para dois dias; cada um fique no seu lugar, ninguém saia do seu lugar no sétimo dia”.(Êxodo 16:29)  “Seis dias se trabalhará, mas o sétimo dia vos será santo, o sábado do repouso ao SENHOR; todo aquele que nele fizer qualquer trabalho morrerá. Não acendereis fogo em nenhuma das vossas moradas no dia do sábado”. (Êxodo 35:2-3)

A pena por quebrar o Sabbath era a pena de morte. (Que será que os sabatistas fazem quando um deles quebra a Lei do sábado?) Não poderíamos ficar sem fogo e aquecimento, e inativos, nos países mais frios. Muito menos de um pôr do sol a outro. Próximo aos Pólos (o dia mais frio do inverno pode durar semanas ou meses!). Ou então, como um Astronauta, ou Piloto de jato ao redor da Terra, guardaria o Sabbath?

***O Sabbath não era dia de adoração numa assembléia, mas sim de total repouso! O Adventista, Sabatista que vai à igreja, no sábado, quebra o Sabbath (legal, cerimonial)!

***O Sabbath só foi conhecido depois do Sinai. De Adão ao Sinai (Ex. 20:8-11) ninguém nunca recebeu ordem para guardar o Sabbath, nem sequer ouviu falar dele: (Deus havia santificado o 7o dia (Gen 2:3) em Sua santa mente, mas lembre-se que isto só foi revelado ao homem milhares de anos depois da Criação, quando Moisés (após o Monte Sinai, inspirado por nosso Senhor Deus, escreveu o livro de Gênesis).

“E sobre o monte Sinai desceste, e dos céus falaste com eles, e deste-lhes juízos retos e leis verdadeiras, estatutos e mandamentos bons. E o teu santo sábado lhes fizeste CONHECER; e preceitos, estatutos e lei lhes mandaste pelo ministério de MOISÉS, teu servo.” (Neemias 9:13-14)

***O Sabbath nunca foi ordenado depois de Cristo. A Bíblia nunca ordenou o Sabbath antes do Sinai, nem depois da vinda de Cristo! Ordenou-o muitas vezes, mas só entre o Sinai e a cruz! Graças a Deus que somos Evangélicos-Cristãos, seguimos Cristo e Seu Evangelho!

****Nem Cristo, nem os apóstolos, nem todo o Novo Testamento, nem sequer uma, uma só vez, nos mandaram guardar nenhum tipo de Sabbath, em dia algum. E note que toda a Lei moral e os outros nove mandamentos são repetidos e novamente ordenados muitas vezes, mas não o Sabbath. O Sabbath, tal como a circuncisão e toda a Lei cerimonial, foi sinal de um pacto de Deus EXCLUSIVAMENTE com os ISRAELITAS: Ex. 31:12-17; Ezequiel. 20:12-20; Deuteronomio 5:15 (repetição dos 10 mandamentos de Êxodo: 20).

*** O Sabbath cerimonial não está gravado no coração-consciência de nenhum homem: Até os melhores judeus e Sabatistas não saberiam quando guardá-lo, após confundirem-se numa ilha em que estivessem sozinhos. Mas, claramente, toda Lei moral (não matarás, não furtarás, etc.) está gravada na consciência de cada homem, enquanto que nenhuma Lei cerimonial (circuncisão, alimentos, sábado, etc.) o está. “Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os”; (Romanos 2:14-15)

*** Se o Sabbath tivesse que ser guardado, teríamos que guardar o ano Sabático: Levítico 25:1-6, o ano de jubileu; as luas novas; a páscoa; todas as festas e sacrifícios judaicos! Também a circuncisão; não usarmos tecidos mistos, nem consumirmos semente híbrida; etc! E impormos, ao menos nas nossas igrejas e famílias, as penas de morte para quem violar o sábado do Velho Testamento, etc.

***O Sabbath Judeu nunca foi “MUDADO” no Domingo Cristão (por Constantino e pelo Romanismo): Mesmo errados em muitos aspectos, eles simplesmente reconheceram que o Sabbath Judeu e o dia de culto cristão eram conceitos completamente diferentes, e consagraram o dia de culto que já estava sendo praticado pelas igrejas locais através do mundo. Ninguém mudou o Sabbath no domingo cristão, são dias completamente diferentes. O domingo NÃO é o sábado do cristão! O Sabbath, desde o Sinai, era para judeus ficarem em descanso absoluto, por força da Lei cerimonial, cada um em sua casa; enquanto o domingo, desde o Pentecostes, é para crentes em Jesus Cristo adorarem, por força de vibrante gratidão, reunidos todos como uma igreja local. Logo nos primeiros anos do cristianismo, as igrejas, em Israel, eram quase que exclusivamente compostas de judeus convertidos, portanto eles de início continuaram permanecendo em casa guardando o sábado em descanso (pois eram Israelitas! Ademais, vivendo entre Israelitas, queriam não provocá-los desnecessariamente, antes ser-lhes exemplo), e no domingo reuniam-se nas igrejas para

cultuar a Deus. Depois que o cristianismo foi avançando no mundo, houve a dispersão dos judeus e muitos gentios foram se convertendo e ultrapassaram em muito o número de judeus crentes em Jesus, então O ESPÍRITO SANTO FOI CONVENCENDO OS CRENTES VERDADEIROS, e eles abandonaram a guarda do Sabbath. Sigamos a Cristo ou a Lei!

Reconhecemos que toda a Lei cerimonial tem uma lição para nós, mas ala é somente ESPIRITUAL: Não usarmos tecido misto ensina-nos a não nos misturarmos com o mundo; Não comer sangue ensina-nos a respeitarmos a vida e o doador da vida, que Ele é a Vida e derramou sangue na cruz; O Sabbath ensina-nos a ter um repouso semanal por conta de não nos stressar; Os sacrifícios faziam antever o Crucificado; etc. A prática da Lei cerimonial não nos é imposta nem traz benefícios espirituais ao cristão.

***Deus claramente deixa antever que crentes em Cristo não devem guardar o Sabbath religiosamente, não devem diferenciar um dia dos outros dias: “Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo” (Colossenses 2:16-17) “Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco”. (Gálatas 4:9-11)

O Sabatismo diz: "O crente prova/ garante sua salvação por ser vegetariano, ou por não comer carne de porco ou o que está proibido no Velho Testamento”.

A Bíblia diz: “Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência. Porque a terra é do Senhor e toda a sua plenitude E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar,...” (I Cor. 10:25-27)

“Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova. Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado”. (Romanos 14:22-23) ”O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem”(Mateus 15:11) “Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados”. (Colossenses 2:16)

***Veja também na palavra que Cristo aboliu o velho testamento após cumpri-lo completamente: “Mas os seus sentidos foram endurecidos. Porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do Velho Testamento, o qual foi por Cristo abolido”. (II Cor. 3:14) (Abolir significa: “Revogar, anular, extinguir,”) E por fim: “Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, NÃO O RECEBAIS EM CASA, NEM TAMPOUCO O SAUDEIS. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.”(II João 1:10-11)

Se você deseja saber mais sobre a Bíblia faça (Gratuitamente) o Curso Bíblico MANANCIAL DE VIDA

Dpto. de Apologética - Missão Terra.

 www.missaoterra.com          

ÍNDICE ESTUDOS

 
 

Visite também: ADOTE UM MISSIONÁRIO

 

   Home
   Quem Somos
   Que Fazemos
   Nossa História
   Janela Brasileira
   Estudos Bíblicos
   Nossos Cursos
   Vídeos
   O Mundo Hoje
   Religiões
   Curso IDE/PREGAI
   Curso de Formação

 

Recomendamos:

    Busca de Cep
    Procons
    Orgãos do governo
    Todos os Jornais
    Todas as revistas
    Tradutor On-line
    Ultimas notícias
    Programa Grátis
    Mensagens em Áudio
 

Nosso Endereço: R. Frco. João Carlos Eberl, 755 Campinas/SP Brasil Cep:13045-160 Fone:19 33862518 - 32767430

 

 
 
 

 
© Missão Terra Internacional All rights reserved.